Fim da Temporada de Agentes da SHIELD! Afinal será que Skye é uma Alienígena? Mas temos imagens que comprovam isso!

Foram muitas reclamações, dúvidas e incertezas ao longo de 21 episódios, entretanto no momento final  da primeira temporada de “Agentes da S.H.I.E.L.D.”, deu sua grande guinada graças ao Capitão América 2. E com fim desse vigésimo segundo episódio provamos que o projeto de continuar o universo cinematográfico Marvel na televisão pode ainda render algo realmente significativo. O episódio trouxe todos os elementos que os fãs estavam querendo drama, suspense e incertezas em tornos dos personagens. 

Uma S.H.I.E.L.D. totalmente desmontada, um terrível vilão às vésperas de concretizar seu plano bem elaborado, um traidor, uma equipe comandada por um homem que acredita acima de tudo na missão que lhe foi confiada, enfim, temos densidade nessa série. Não tivemos os heróis como imaginavam que iria pipocar na série, mas participações que valeram a pena. 

No caso, ex-diretor Nick Fury (Samuel L. Jackson), ou seu novo alter-ego retorna a ação para ajudar o agente Coulson (Clark Gregg) e sua equipe a acabar de vez com os planos de Garrett (Bill Paxton), agora com capacidades especiais aumentadas pelo soro que curou Coulson e Skye (Chloe Bennett). Nada que o mais “bad ass” dos agentes, que falaremos mais abaixo.

Temos também a tão esperada revanche de May (Ming Na Wen) contra Ward (Brett Dalton) num combate corpo a corpo que mostra que a agente jamais deve ser contrariada ou passada pra trás.

Entretanto o momento mais dramático e emocionante do episódio é quando a dupla Fitz-Simmons, às portas do fim iminente de suas vidas, finalmente entendem que sua parceria sempre foi muito maior que uma amizade ou a união de dois gênios da ciência à serviço da segurança mundial. Os personagens de Iain De Caestecker e Elizabeth Henstridge protagonizam um momento dramático que infelizmente traz resultados negativos para um deles, mas que representa o amor e o sacrifício, algo verdadeiramente de um herói.

Por fim Não existe um final feliz, tampouco um breve período de paz ou algo a se comemorar. Contudo, o desfecho do episódio e da temporada mostram que há uma esperança para a organização defensora do mundo conhecida como S.H.I.E.L.D., com novas pessoas no comando e pessoas esforçadas a lutar pelos ideais que um dia juraram defender. E é claro que com novos equipamentos e até mesmo agentes revividos (ou clonados) para ajudar, a missão torna-se menos inglória.

E pudemos ver finalmente o agente Coulson botando Nick Fury contra a parede sobre o que aconteceu com ele desde que foi atacado por Loki em “Os Vingadores”. Pelo visto, o agente e nerd mais querido dos fãs está definitivamente de volta e vai mostrar que ainda tem muito mais a mostrar como personagem de ação e liderança. E mesmo que algumas respostas possam ter sido dadas, o mistério continua e ao melhor estilo fim de temporada de “Arquivo X”, mais perguntas do que respostas, mas que  em breve virão a tona, afinal, o que são aqueles estranhos símbolos em sequência?

Isso sem falar as insinuações sobre o passado e os pais de Skye, que podem ser representadas na próxima temporada através de um novo e estranho personagem. Vamos aguardar o que será revelado sobre a nova e bela agente da renovada S.H.I.E.L.D.

Até onde se sabe, ou melhor, se especula, Skye pode ter relações com alguma raça alienígena ou criaturas geneticamente modificadas, o que explica o fato dela ter sido considerada uma “084”, ou seja, um artefato ou criatura de origem desconhecida. E se juntarmos o fato do seu real nome ser Carol Denvers, a ligação fica ainda mais forte. Isso porque nos quadrinhos Marvel, Denvers teve seu DNA “misturado” ao da raça alienígena Kree após ser salva por um militar dessa raça que viria a ser conhecido como Capitão Marvel. Mais tarde, a garota viria a se tornar a heroína e Vingadora conhecida como Miss Marvel.

Assim como a Marvel estabeleceu um patamar para a organização HIDRA, inserindo-a de vez ao seu universo de cinema e televisão, pode ser que raças alienígenas como os Kree façam parte das futuras histórias, afinal, ainda teremos Guardiões da Galáxia, Tropa Nova e Thanos em breve, ou seja, desafios que vão muito mais além de organizações criminosas, mutantes e inteligências artificiais. E um pouco mais adiante, com sorte e se tudo der certo, tudo isso estará interligado, tornando a Marvel Studios a maior empresa de criação de histórias de super-heróis fora das páginas dos quadrinhos.

Com um episódio que fecha bem o final da temporada, “Agentes da S.H.I.E.L.D.” superou as duras e negativas críticas e faz com que a Marvel retome seu espaço na televisão não apenas mais com desenhos animados, mas sim com boas séries live action. E que venham mais temporadas, as séries da NETFLIX e a série da Agente Carter!

E abaixo damos destaque Chloe Bennet, num ensaio feita para revista Esquire - a bela surpresa dessa série e as fotos que comprovam que realmente ela só pode ser mesmo alienígena!






“Agents of S.H.I.E.L.D.” é exibida às quintas-feiras, às 21 horas, no canal pago SONY.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As Muitas Versões do DUENDE no Universo Tradicional do Homem-Aranha!

8 Anti-Batman que foram Vilões do Batman antes de ARKHAM KNIGHT

TOP 10 | AS MAIS GOSTOSAS DA DC COMICS