ROBOCOP fracassa nas Bilheterias Americanas!


José Padilha pegou um projeto difícil, um remake de um grande clássico dos anos 80, ROBOCOP. Com gabarito de ter feito a franquia Tropa de Elite que explorou muito bem a violência urbana com um discurso social, o diretor era escolha até perfeita para fazer o remake, mas enfrentou a classificação PG13.

O filme estreou no dia 12 de fevereiro nos EUA, aqui no Brasil estréia acontece nesta sexta-feira. Quando começaram a sair as primeiras críticas dos filmes, em sites de entretenimento e cultura pop, a grande maioria classificou o filme como mediano, referindo que é sem alma e sem bolas, que tinha algumas sacadas legais, porém bem inferior ao original.

Mas quando os sites mais voltado para o cinema e os críticos acadêmicos começaram a falar do filme, deram muitos elogios, disseram que o filme era corajoso, que não só atualizou mas também aprofundou as discussões éticas e políticas e que o novo RoboCop não era só mais um blockbuster de ação, que tinha conteúdo.

Mas parece que o público médio americano não comprou a ideia. Robocop teve um orçamento de 130 milhões de dólares, arrecadou cerca de 96 milhões mundialmente, mas a bilheteria nos EUA fez míseros 22 milhões, perdendo pra filmes como Lego e a modesta comédia romântica About Last Night.

Postagens mais visitadas deste blog

As Muitas Versões do DUENDE no Universo Tradicional do Homem-Aranha!

8 Anti-Batman que foram Vilões do Batman antes de ARKHAM KNIGHT

TOP 10 | AS MAIS GOSTOSAS DA DC COMICS