POLÊMICA | ALAN MOORE VOLTA A FALAR (MAL) DA INDÚSTRIA DE QUADRINHOS E DOS LEITORES


Alan Moore comentou sobre o que acha atualmente dos super-heróis e dos leitores de super-herói.

Eu não leio nenhuma HQ de super-heróis desde que terminei Watchmen.Odeio super-heróis. Os considero abominações. Eles não significam o que costumavam significar. Eles estavam originalmente nas mãos de escritores que ativamente expandiam a imaginação da sua audiência de 9 a 13 anos. Era totalmente aquilo para o qual eles foram feitos e faziam isso de forma excelente. Nos dias de hoje, as HQs de super-herói pensam que a audiência é certamente maior que de 9 a 13 anos, não tem nada a ver com eles. É uma audiência amplamente nos seus 30, 40, 50 anos, geralmente homens. Alguém veio com o termo Graphic Novel. Esses loitores se agarraram a isso; eles estava simplesmente interessados numa forma de validar seu constante amor por Lanterna Verde ou Homem-Aranha sem parecer de certa forma anormais. Isso é um salto significativo da audiência viciado em super-heróis, viciada em mainstream. Eu acho que super-heróis não trazem nada de bom. Acho que é um sinal bem alarmante termos audiências de adultos indo ver o filme dos Vingadores e se deleitando em conceitos e personagens feitos para entreter garotos de 12 anos dos anos 50.

É verdade que a indústria dos quadrinhos faz o leitor de palhaço – e o leitor sabe disso e continua dando dinheiro para eles. Mas Moore parece estar confundindo o super-herói branding com o super-herói conceito. E, para quem se inspira nas mitologias antigas (também infantis em sua essência) para suas histórias, Moore parece apenas soar hipócrita quando desdenha leitores adultos que continuam lendo super-heróis só por que super-herói são “para crianças”.

Melhores do Mundo

Postagens mais visitadas deste blog

As Muitas Versões do DUENDE no Universo Tradicional do Homem-Aranha!

8 Anti-Batman que foram Vilões do Batman antes de ARKHAM KNIGHT

TOP 10 | AS MAIS GOSTOSAS DA DC COMICS